Quem é Vinicius Poit?

Vinicius Poit, 32 anos, é formado em Administração de Empresas na EAESP – FGV e pós-graduado em Coaching, pela Sociedade Brasileira de Coaching. Fundou, ao lado de outros colegas, o Recruta Simples, plataforma online de recrutamento rápido. É embaixador do Brazil Lab e mentor da Endeavor, instituto que apoia o empreendedorismo de alto impacto.

Tem fortes relações com o ABCD paulista. Nasceu e cresceu em São Bernardo do Campo, onde morou até os 20 anos. Sua mãe, médica pediatra na Prefeitura de Santo André, ainda é residente da cidade e leciona na Faculdade de Medicina da Fundação ABC. Vinicius concluiu o ensino médio em um tradicional colégio de Santo André. Além disso, a empresa de seu pai, a Poit Energia foi criada em Diadema. Anos depois, já com centenas de colaboradores, mudou-se para São Bernardo, e a partir dali,  tornou-se a maior empresa de aluguel de geradores de energia da América Latina.

Já a relação com a roça vem de seu avô, o “Seu Poit” e de seu pai, que nasceram e foram criados em pequenas propriedades rurais, no Noroeste do Estado. Por isso, Vinicius passou a maior parte de suas férias escolares no interior, muito próximo do seu vô e dos valores de ética e trabalho duro no campo.

Para explicar a importância e as dificuldades que o empreendedor rural enfrenta, sempre conta a história de quando seu pai achou que ia enriquecer comprando uma pequena propriedade com alguns pés de manga. Naquela época, ao ir em um supermercado na capital, seu pai se surpreendeu com o preço alto da fruta e achou que aqueles pés na sua propriedade poderiam render muito dinheiro. No entanto, logo em seguida, percebeu a gigante diferença entre o preço do produtor e o preço no ponto final de venda para o consumidor. Ou seja, concluiu, já naquela época, que a eficiência no setor acontece apenas da porteira para dentro, emperrando na falta de infraestrutura e na falta de eficiência para escoamento da safra da porteira pra fora.

Além disso, Vinicius sempre foi um entusiasta de causas sociais e começou a atuar no resgate de pessoas em situação de rua quando mudou-se para São Paulo, para fazer faculdade. Desenvolveu trabalhos em ONGs como a Make Them Smile e a ARCAH.

Também gosta de política desde pequeno. Mas foi somente neste ano que decidiu participar efetivamente, ao perceber que o Brasil precisava de renovação e concluir que “se você não se interessar por política, vai ser governado por quem interessa”.

Se filiou ao Partido Novo em 2016. Escolheu o partido por uma questão de alinhamento de valores e princípios, por ser uma opção totalmente diferente, ser uma legenda que não usa dinheiro público, que tem governança e tem processo seletivo para os candidatos, por acreditar ser a opção que faltava no país e representar a renovação da política tradicional.

Acredita no poder das redes sociais para a política, seja por meio de compartilhamento, troca de ideias e até como forma de protestar. Já tem mais de 200 mil seguidores em sua fanpage e mais de 36 mil no instagram.

Decidiu ser pré-candidato a deputado federal para poder retribuir à população todas as oportunidades que teve na vida. Adotou como lema uma frase de autor desconhecido: “talvez o sentido na vida seja fazer sentido na vida de outras pessoas”.

Caso chegue ao Congresso, vai trabalhar para fomentar o empreendedorismo, dar incentivo à inovação, para desburocratizar a abertura de empresas e para melhorar a qualidade dos serviços públicos que realmente precisam ser prestados pelo Governo. Além de lutar pelo fortalecimento das instituições e do direito de propriedade terra.

Tem convicção que o pior momento do Brasil já passou e que toda a turbulência política e econômica resultará em uma mudança significativa nas próximas eleições, uma oportunidade única de construir um novo país, um país mais justo, próspero e livre. Vê 2018 como o ano da renovação.